Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Jovem morre após tomar suplemento termogênico, diz família

Goiana passou mal e foi levada a hospital, onde não resistiu a um infarto.


terça-feira, 19/janeiro/2016
Jovem morre após tomar suplemento termogênico, diz família

A jovem Tainara Lacerda Santos, de 23 anos, morreu por causa de um infarto, na noite de segunda-feira (18), no Hospital Municipal de Santa Helena de Goiás, no sudoeste do estado. A família suspeita que ela passou mal após tomar um suplemento termogênico, que é usado para acelerar o metabolismo e perder peso.

Tia de Tainara, Lúcia Francisca Lacerda conta que a sobrinha começou a passar mal após chegar da academia. Ela reclamou de dores no peito e formigamento nas mãos. Ela foi levada ao hospital, mas não resistiu.

“Ela estava passando mal, ela estava suando. Aí, ela falou assim: ‘Tia, estou passando muito mal. Cheguei da academia e estou passando muito mal’. Aí eu falei: ‘Vai tomar um banho, trocar essa roupa da academia para você melhorar’. Ela tomou um banho, deitou no sofá e vomitou”, conta a tia.

Lúcia disse que Tainara começou a usar a substância há um tempo, mas parou porque passou mal. No entanto, ela voltou a tomar o comprimido há uma semana, por conta própria. Ela comprou o suplemento em uma farmácia da cidade sem receita médica.

“Ainda perguntei: ´Tainara, quem te receitou? Foi receita médica?´. Ela disse: ‘Não, tia, foi uma colega minha que toma e me indicou’”, disse Lúcia.

Segundo a tia, desde o primeiro dia em que voltou a consumir o comprimido, a sobrinha não se sentiu bem. Conforme a embalagem, o produto possui cafeína. A indicação é de que sejam ingeridas duas cápsulas por dia.

De acordo com a família, a jovem era vaidosa e começou a malhar porque queria emagrecer. Ela trabalhava como repositora de supermercado, mas estava desempregada.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que vai investigar a morte de Tainara. Laudos do Instituto Médico Legal devem apontar se a jovem teve o infarto em decorrência do consumo do suplemento. A previsão é de que a análise fique pronta em seis meses.

Procurada pela reportagem, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não informou se o uso do termogênico é proibido.

O corpo de Tainara deve ser enterrado nesta tarde no Cemitério Municipal de Santa Helena de Goiás. Ela deixa uma filha de 7 anos.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Dolores O’Riordan, cantora do Cranberries, morre aos 46 anos

Jovem morta por ‘inveja’ fez post xingando suspeita: ‘Despeitada’

Após três anos de queda, venda de ônibus e caminhões tem alta de 5%

Mega-Sena, três apostas dividem R$ 12 milhões


Preços da gasolina e do diesel sobem hoje nas refinarias

Preços da gasolina e do diesel sobem hoje nas refinarias


“Como estava solteiro, esse dinheiro de auxílio moradia usava pra comer gente.”, diz Bolsonaro

“Como estava solteiro, esse dinheiro de auxílio moradia usava pra comer gente.”, diz Bolsonaro


S&P rebaixa nota de crédito do Brasil

S&P rebaixa nota de crédito do Brasil


Suzane Richthofen tem parecer favorável para cumprir resto da pena em liberdade

Suzane Richthofen tem parecer favorável para cumprir resto da pena em liberdade