Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Mega-Sena, concurso 1.768: ninguém acerta e prêmio vai a R$ 135 milhões


quarta-feira, 09/dezembro/2015
Mega-Sena, concurso 1.768: ninguém acerta e prêmio vai a R$ 135 milhões

Ninguém acertou os números do concurso 1.768 da Mega-Sena sorteados nesta quarta-feira (9), em Vilhena (RO). O prêmio estimado para o próximo sorteio, a ser realizado no sábado (12), é de R$ 135 milhões.

 

Veja as dezenas sorteadas: 05 – 07 – 11 – 34 – 35 – 50.

 

A quina teve 156 apostas ganhadoras, que irão levar R$ 35.476,07 cada uma. Outros 12.402 bilhetes acertaram a quadra e irão ganhar R$ 637,48 cada um.

 

Para apostar

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

 

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

 

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Prêmios de loterias não resgatados somam R$ 326 milhões em 2017

Avalanche isola hotel e pousada nos Alpes italianos

White Martins abre inscrições para programa de estágio

Globocop cai na orla da Zona Sul do Recife e deixa dois mortos


Lula irá a Porto Alegre nesta terça-feira, diz Gleisi Hoffmann

Lula irá a Porto Alegre nesta terça-feira, diz Gleisi Hoffmann


Sisu 2018 vai abrir inscrições à 0h desta terça, diz MEC

Sisu 2018 vai abrir inscrições à 0h desta terça, diz MEC


Decreto autoriza Nubank a virar banco

Decreto autoriza Nubank a virar banco


PF diz que uso de algemas nos pés e nas mãos de Cabral foi para garantir a segurança do próprio preso, dos policiais e de terceiros

PF diz que uso de algemas nos pés e nas mãos de Cabral foi para garantir a segurança do próprio preso, dos policiais e de terceiros